A Direção Executiva do Sindicato APEOC se reuniu na tarde desta quarta-feira (19) para avaliar o cenário político e econômico atual e definir as próximas ações de luta em defesa dos direitos dos profissionais da Educação, tão ameaçados pelo governo golpista de Michel Temer.

Durante o encontro, o presidente da entidade, Anizio Melo, convocou todos os diretores a participarem das atividades que serão intensificadas a partir desse momento, como o Projeto Chão da Escola e a agenda de luta da Frente Brasil Popular, que organiza para o próximo dia 26/10, às 16h, na Praça da Bandeira (Centro de Fortaleza), um grande Ato contra a PEC 241. “Também vamos realizar em breve uma audiência pública na Assembleia Legislativa para discutir o desmonte da Educação Pública, através da PEC 241, fim do controle da Petrobrás sobre o pré-sal e a reforma do Ensino Médio”, disse Anizio Melo.

A Diretoria Executiva ainda vai cobrar oficialmente ao Governo do Estado e à Secretaria da Educação a publicação do decreto da Lei da Descompressão, que efetiva a Nova Carreira do Magistério do Ceará. A lei foi aprovada em dezembro de 2015 e até agora não foi regulamentada.

Há pelo menos dois anos, o Sindicato APEOC vem alertando os trabalhadores da Educação e a sociedade em geral para as ameaças da direita golpista e dos grandes impérios capitalistas internacionais contra as fontes energéticas do Brasil, como o pré-sal. A entrega desses bens ao capital externo impacta diretamente no financiamento público da Educação.