Um grupo de seis professores da base se reuniu na manhã desta segunda-feira (13) com a direção do Sindicato APEOC para apresentar uma proposta de reabertura das negociações com o Governo do Estado. O objetivo do coletivo é contribuir com o Sindicato nessa batalha política e jurídica do processo de Greve Geral, que completa 50 dias nesta segunda.

O documento apresentado à direção do Sindicato sugere a demarcação de princípios norteadores para a negociação tanto com a categoria quanto com o Governo nos próximos dias. Entre as premissas, destacam-se:

  • Definir como prioridade um compromisso do Governo com um maior comprometimento do FUNDEB para valorização dos profissionais da Educação, até atingir os 100%;
  • Construção de uma contraproposta de reajuste salarial a ser apresentada ao Governo;
  • Valorização do vencimento base e a negação do reajuste zero proposto pelo Executivo;
  • Reposição das faltas da greve negociada com a categoria;
  • Condicionamento da suspensão da greve mediante a assinatura imediata do decreto que regulamenta a lei da Descompressão na Carreira pelo governador.
  • A escolha de novos representantes da base para a Mesa de Negociação Ampliada com o Governo e o Sindicato na discussão específica do reajuste salarial;

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, acolheu as propostas apresentadas pelo grupo e informou que qualquer decisão nesse sentido deve ser apresentada e votada em Assembleia, instância máxima e soberana da categoria. Anizio também reforçou a importância da iniciativa e afirmou que o Sindicato está aberto a outras propostas para enriquecer o debate e a mobilização da greve.

Agenda

  • 14/06: Ato Unificado contra Reajuste Zero na Assembleia Legislativa – Concentração na Praça da Imprensa às 8h
  • 14/06: Reunião do Comando de Greve – 13h30 – Ginásio Paulo Sarasate
  • 14/06: Assembleia Geral – 15h – Ginásio Paulo Sarasate