Não é de hoje que a Carreira do Magistério do Ceará é uma das mais atrativas do Brasil. Especialmente na região Nordeste, o estado do Ceará vem se tornando um excelente mercado de trabalho para os profissionais da Educação do Brasil. As lutas dos últimos cinco anos, sob a liderança do Sindicato APEOC, proporcionaram conquistas de muitos direitos aos servidores, com impacto direto na melhoria da remuneração.

Prova disso é a procura de professores de outros estados pelos concursos da Secretaria da Educação do Ceará. No último certame, realizado em 2013, foram aprovados 139 candidatos residentes, até então, em outros estados brasileiros. Desse total, mais da metade é do Piauí. Pernambuco vem em segundo lugar com 16,5%.

Compare e comprove

O Sindicato APEOC lutou e conquistou, para toda a categoria do magistério do estado do Ceará, uma carreira bem mais atrativa. Os ganhos comparados a outros estados do Nordeste são surpreendentes.

* Dados sobre remuneração em Sergipe não foram fornecidos.

O salário final do professor com Graduação no Ceará é o melhor da Região. Já a remuneração dos especialistas e mestres fica em segundo lugar entre as outras carreiras do Nordeste. Se a comparação for entre os salários dos docentes com Doutorado, o Ceará parte na frente com a melhor remuneração inicial. Ficando em segundo lugar, no final da carreira.

Bahia e Maranhão

Em números absolutos, alguns estados como a Bahia e o Maranhão apresentam remunerações maiores em algumas classes. Mas se observarmos a progressão nessas carreiras, o Ceará continua oferecendo mais vantagens.

Na Bahia, por exemplo, o professor só evolui na carreira a cada dois anos. E apenas 10% do total de docentes podem progredir. E lá, só existem onze níveis de salário. Já no Maranhão, a evolução ocorre de quatro em quatro anos e somente em sete níveis salariais. No Ceará, há progressão todos os anos para 60% do quadro do magistério e a carreira apresenta 20 níveis salariais.

Podemos concluir então que os dois estados (Bahia e Maranhão) com maiores salários em termos gerais não apresentam melhores condições de carreira que o Estado do Ceará.